sexta-feira, 5 de junho de 2009

Estados de alma...

foto de António Coutinho
Às vezes é inevitável, acordo de forma diferente, quem me conhece minimamente vê logo que não estou no meu estado normal... ou pelo menos como estão acostumados a ver-me, alegre, divertida, sempre com resposta pronta na ponta da lingua...

De facto hoje acordei assim... pensativa, melancólica, com saudades de pequenos momentos e grandes pessoas.

Sinto a falta não sei bem de quê... penso que preciso estar junto ao mar, sentir-lhe o cheiro salgado, ouvir a sua ondulação, fechar os olhos e... tentar não pensar... não pensar nos 34 anos e no tanto que ainda me falta conquistar.

Desde que fiz 33 anos que a idade me persegue, não sei bem porquê, mas parece que tenho uma urgência em tudo e desespero quando páro e vejo o tempo passar... e afinal... que metas consegui alcançar?

Detesto questionar todas as decisões que tomei e tomo, porém... não tenho feito outra coisa nos ultimos tempos... mal me reconheço!

Sem comentários:

Publicar um comentário