sábado, 10 de setembro de 2011

A mudança de hospital!

Já há algum tempo que nos tinha sido aconselhado mudarmos o centro de saúde e o hospital para mais perto de casa. Isto de correr para Londres para consultas, análises, etc... começa a pesar-me e por questões práticas e de segurança na hora do parto, quanto mais perto estivermos do hospital melhor ;)
Na passada segunda-feira foi dia de visitar o hospital aqui da zona, explicar o meu caso e tratar do processo de transferência.
Felizmente deparámo-nos com pessoal simpático e disposto a ajudar. Dirigimo-nos à recepção da secção pre-natal, fácilmente encontrada através de todas as indicações disponiveis nos imensos corredores por onde andámos, exposemos a situação e de imediato a gentil recepcionista nos apresenta uma folha para eu colocar alguns detalhes a fim de poder expor a minha situação à "midwife", que a essa hora já estaria de saída mas que me contactaria no dia seguinte.
Estava eu a acabar de escrever os meus detalhes quando me é apresentada a dita "midwife"... após uma curta troca de palavras ela decide receber-nos mesmo nessa altura, para quê fazer-nos voltar no dia seguinte?
Após cerca de uma hora de perguntas, respostas, conselhos, explicações... agradecemos 1000 vezes o facto de nos ter atendido muito depois da sua hora de trabalho... afinal os seus 3 filhos estariam à sua espera em casa, ansiosos por contar à mãe as novidades do primeiro dia de aulas.
Nessa hora ficou marcada uma consulta com os consultantes (um obstetra e um dietista), e a promessa de que em breve seria contactada por uma midwife para marcar uma consulta e teria noticias da marcação da minha ecografia (scan) das 36 semanas, agora necessária devido à minha recente condição médica.
Saimos da secção de pré-natal satisfeitos com o atendimento tão pronto e simpático e perguntámos se poderiamos visitar a secção de partos. Explicaram-nos como chegar lá e disseram que não haveria nenhum problema, logo que as coisas por lá estivessem calmas alguém teria todo o prazer em mostrar-nos as instalações.
Felizmente a paz e a tranquilidade geria aquele lugar. Não se houviam gritos nem mesmo crianças a chorar. Prontamento apareceu alguém para nos conduzir por quartos e salas explicando detalhadamente todo o processo e respondendo pacientemente às nossas dúvidas. Foi uma experiência tranquilizadora... oxalá que no dia "D" tudo esteja tão pacifico como nesta última segunda-feira!

Sem comentários:

Publicar um comentário