sábado, 9 de outubro de 2010

Ontem fiz anos!!!

AH pois é! Eu também faço disso!!!
Mas o dia começou cinzento, como alias começam 80% dos dias aqui em Londres, avizinhava-se um almoço à pressa e um resto de dia de trabalho que terminaria por volta das 23 com uma canseira fenomenal a puxar para a cama quentinha e fofinha.
Mas isso era se o D. não existisse na minha vida e, assim que a porta de casa bateu atrás dele, o sol rompeu as nuvens e literalmente tivemos um lindo dia de Outono. Foi assim que eu vi o dia começar a mudar... depois disso foi uma surpresa atrás da outra e eu apenas tive de me deixar levar.
Almoço à luz das velas, com direito a entrada, cocktail, prato principal, bolo de aniversario e parabéns cantados ao vivo... "eat, pray and love" que adorei e aconselho vivamente... afinal quem é que nunca questionou a sua existência? Quem nunca se sentiu perdida/o, vazia/o, sem saber o que fazer no dia seguinte, sem estratégia definida, motivo para por cá andar... quem nunca se sentiu só numa rua cheia de gente? Como encontrar de novo o fio à meada? "Eat, Pray and Love" é isso mesmo, a redescoberta de nós próprios. Com uma bonita banda sonora e, a parte mais espectacular, ouvir falar brasileiro sem legendas e pensar - nesta pequena sala apenas nós entendemos estas curtas frases, apenas nós entendemos que é normal estar a falar inglês e de repente sair umas palavras em português à mistura, ninguém as entende mas também ninguém dá por elas. Um filme a ver e por certo um livro a ler... em mim ficou o reacender da chama de viajar, de ir à Índia, voltar a Itália e quem sabe um dia ao Bali!

Quando saímos do cinema o átrio estava cheio, filas e filas para comprar pipocas, e pensar que ao entrar só lá estávamos nós... custa caro ir ao cinema aqui, £11 por pessoa, mas o pessoal vai na mesma!
E com a noite a começar nos bares de Clapham caminhámos um pouco para nos ambientarmos ao frenesim e decidimo-nos por um bar cubano com musica ao vivo. Ontem foi jazz, que caiu muito bem com um cocktail sugestionado pela barmaid. As escolhas de bares nunca são propriamente fáceis para nós, principalmente porque conhecemos muitos em todos os cantos de Londres (entregar gelo tem destas coisas...), mas o Buena Vista andava a pedir uma visita há algum tempo, porque não é grande, porque muitas vezes tem musica latina e se ouve muito a girl from hipanema, porque o ambiente é cosy and friendly o lugar perfeito para terminar a noite cedo, uma vez que no dia seguinte é dia de trabalho árduo!
Obrigada a todos os que se lembraram do meu dia e me cantaram os parabéns, mesmo que via telefónica.
OBRIGADA D. por saberes que não é preciso muito para me fazeres mais feliz!

Sem comentários:

Publicar um comentário